SERTESP - Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão no Estado de São Paulo

Sindicato das Empresas de Rádio e
Televisão no Estado de São Paulo

Notícias SERTESP

Migração AM/FM: equipamentos obsoletos podem ser reaproveitados

Uma grande preocupação dos radiodifusores que estão migrando do AM para FM é decidir o que fazer com os equipamentos que ficarão inutilizados após a conclusão da mudança de faixa. Ao invés de descartá-los, a emissora pode optar por vendê-los. Em todo país, cerca de 550 emissoras já assinaram os termos aditivos para a nova outorga FM e as que migraram têm 180 dias para devolver o canal AM.


Um dos interessados em adquirir válvulas usadas de transmissores é o técnico eletrônico de radiodifusão Thebas Braz, de São José dos Campos (SP).


“Atualmente, conserto máquinas de soldas e estas válvulas costumam dar muito defeito” afirma Braz, que deseja comprar pelo menos 50 peças. As rádios interessadas em vender podem entrar em contato pelo número (12) 981317997.


O diretor de Rádio da ABERT, André Cintra, afirma que os gastos do radiodifusor com a migração são altos e vender peças em desuso pode ser uma boa alternativa.


“Os transmissores e antenas das rádios AM ficarão sem utilidade e os radiodifusores vão precisar comprar, provavelmente, torre, antena e transmissor de FM. Os custos variam, dependendo da potência da antena e do local onde será instalado. Além disso, existem os gastos com projeto de engenharia e o preço que a emissora pagou pela migração. Para a rádio, é interessante vender os equipamentos que provavelmente não terão aplicação nenhuma, pois vão ajudar a cobrir os custos com a mudança de faixa”, destacou Cintra.


Fonte: Escrito por Tainá Farfan – ABERT


DESTAQUE SERTESP - 23/05/2024

COMUNICADO A TODAS AS EMISSORAS DE RÁDIO, TELEVISÃO E PRODUTORAS

Pular para o conteúdo